MasterContábil - Manual de orientação SPED Contábil

De Base de Conhecimento Mastermaq
Ir para: navegação, pesquisa

Detalhes [esconder]

Criado por: Danielaa

Criado em: 21.05.2012

Revisado por: Danielaa, Nayaras, Stellaa, Vanessam, Elieter, Luciannag

Atualizado em: 12.06.2014

Status: revisar urgente

Visitas: 10275

Observadores: 2

Colaboradores do conteúdo deste artigo: Lucianna Maria Guedes Gontijo ( Coordenadora Pedagógica ), Eliete Mendes, Adriana Nunes, Vanessa Maria (Analistas Técnicas)


Tabela de conteúdo

SPED Contábil

A obrigatoriedade da geração do arquivo o SPED Contábil o tornou uma das obrigações mais complexas de se cumprir em virtude dos diversos entendimentos. O sistema Mastercontábil contempla a geração desse arquivo e os passos a seguir o conduzirão no processo de geração, importação e validação do arquivo, bem como, o orientará no preenchimento de informações com foco na minimização de mensagens de erros e advertências. Mostraremos as informações mais relevantes para geração do SPED Contábil.

Para a validação dos dados cadastrais do arquivo SPED gerado no sistema Master Contábil, será necessária a revisão e preenchimento obrigatório das informações abaixo.

Cadastro de empresa

Rotina: Cadastro >> Empresa >> Alterar

Os dados cadastrais da empresa deverão ser informados corretamente.

Revise o preenchimento dos dados em destaque, bem como a revisão dos que já se encontram preenchidos principalmente os dados exigidos e validados pelo SPED tais como "Endereço Completo", "UF", "Código de Município", "Bairro", "CEP", "CNPJ", "Inscrição Estadual", "Registro na Junta", "data de registro" e "Nome da Junta Comercial".
Reg. Junta – Informe neste campo a informação referente ao registro da empresa na Junta Comercial que arquiva os atos constitutivos da empresa. Necessário ressaltar que o validador fará a verificação do número de registro informado aplicando regra de validação para a UF informada.

Quanto aos campos "Nome"e "N.Cpl" (Nome Completo) observe a orientação abaixo:
Nome –Confira a informação da razão social da empresa. Se a descrição completa da razão social não couber neste campo, preencha-o de forma abreviada e proceda no campo seguinte a descrição completa.
N. Cpl. –Neste campo deverá constar a razão social da empresa de forma completa sem abreviaturas.
Preenchendo os dois campos, o sistema exportará o conteúdo do campo "N.Cpl".
A informação contida no campo "Nome" apenas será exportada caso o campo "N.Cpl." esteja em branco .

Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG25.png


Na segunda página do cadastro da empresa, preencha todas as informações referentes ao declarante responsável e contador. Os campos validados são:


Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG26.png
  • Responsavel

Declarante - Informe o nome do declarante responsável pela entidade, no caso de mais de um deverá acrescentar durante a geração do arquivo.
CPF - Informe o CPF do responsável;
Cargo - Informe o cargo do responsável;
Telefone - Informe o telefone de contato:
E-mail - Informe o e_mail.

  • Contador

Contador -Informe o nome do contador;
CRC/UF:Informe o CRC e a UF do contador;
CPF- Informe o CPF do contador.
O programa validador faz a validação do CRC e a informação de Unidade de Federação.
Telefone - Informe o telefone de contato;
E_mail - Informe o e_mail.

Histórico Padrão

Rotina: Cadastro >> Histórico

Verifique os históricos existentes, se necessário, faça correções, pois, caso haja cadastro de históricos, esses serão enviados ao arquivo SPED. Revise o código e a descrição, campos passíveis de inconsistência na validação do arquivo SPED Contábil.

MCONTSPEDCTB1.PNG

Plano de Contas

Rotina: Cadastro >> Plano de Contas >> Alterar

O Plano de contas da Empresa deve ser organizado de acordo com a utilização das contas para o registro dos fatos contábeis observando o numero da conta e sua característica Devedora ou Credora.

MCONTSPEDCTB2.PNG

Alguns planos de contas tem apenas os grupos do 1-Ativo; 2 - Passivo; 3 – Despesa/Receitas e outros 1- Ativo; 2– Passivo; 3– Despesa; 4– Receita; 5– Resultado e outros grupos auxiliares como 6 , 7 etc – Neste caso a natureza dessas contas deve ser 09-Outras.

Pagina 2/2 (SPED Contábil e SPED FCONT)

O preenchimento da 2ª tela é obrigatório para as sociedades empresarias obrigadas à entrega dos arquivos magnéticos SPED Contábil e SPED FCONT.

MCONTSPEDCTB3.PNG

Código da Natureza da Conta

Selecione o código de natureza da conta, conforme Tabela Interna do SPED. Para selecionar, o usuário deverá pressionar a tecla <TAB> para que seja apresentada a seguinte tabela:
01 – Contas de Ativo;

02 – Contas de Passivo;

03 – Patrimônio Líquido;

04 – Contas de Resultado;

05 – Contas de Compensação;

09 – Outras.


Ambox notice.png Ao informar o Código de Natureza nas contas sintéticas até o 3º nível sistema sugerirá gravar para todo o grupo!


MCONTSPEDCTB4.PNG



Ambox notice.png Para geração das demonstrações financeiras DLPA e DMPL as conta de Patrimônio Liquido deverão ter o código de Natureza = 03 Patrimônio Liquido!



Plano de Contas Referencial

Selecione a conta contábil, conforme Tabela de Plano de Contas Referencial mantido pela Secretaria da Receita Federal. Para selecionar, pressione a tecla <TAB>. A informação do Plano de Contas Referencial é facultativa para o SPED Contábil e obrigatória para o SPED FCONT.


Ambox notice.png Ao informar Conta Referencial e Código de Aglutinação nas contas sintéticas do 4º nível sistema sugerirá gravar para as Contas Analíticas!


MCONTSPEDCTB5.PNG

Código de Aglutinação

Rotina: Cadastro >> Plano de Contas >>Código de Aglutinação


Selecione o código de aglutinação cadastrado na rotina Cadastro >> Plano de Contas >> Código de Aglutinação de forma Automática ou Manual.


Os códigos de aglutinação são responsáveis pelo envio das seguintes demonstrações financeiras para o SPED Contábil:

  • Balanço Patrimonial;
  • DRE – Demonstração de Resultado do Exercício;
  • DLPA - Demonstração de Lucros ou Prejuizos Acumulados ou ( a partir de 2013)
  • DMPL - Demonstração das Mutações do Patrimônio Liquido. ( a partir de 2013)

Existem duas formas de inclusão dos códigos de aglutinação e preenchimento no Plano de Contas sendo:

*Automática: Os códigos são incluídos pelo sistema;

*Manual: Os códigos são incluídos e associado às contas Contábeis pelo próprio usuário.

Inclusão Automática dos Códigos de Aglutinação

Rotina: Plano de Contas >> Código de Aglutinação >> Atribuir Aglutinação

Nessa rotina sistema irá criar a estrutura e os códigos de aglutinação baseando-se no último nível da conta sintética do grupo e preencherá automaticamente nas contas contábeis no Plano de Contas.
Caso o usuário necessite alterar o código de aglutinação na conta contábil, poderá utilizar a rotina Cadastro> Plano de Contas>> Alterar.

MCONTSPEDCTB6.PNG


Ambox notice.png Atenção: Antes de executar essa rotina certifique-se há backup atualizado. Após confirmar o processo não será possível reverter.


Ao acessar a rotina o sistema irá solicitar a confirmação da pergunta: Deseja Realmente Inserir os Códigos de Aglutinação baseado no Plano de Contas, ao informar “Sim”, será demonstrado uma alerta sobre o processo a ser executado.

MCONTSPEDCTB7.PNG

Em seguida, será identificado no plano de contas os grupos já existentes, como 1- Ativo, 2-Passivo, 3- Despesa/Custo, 4- Receita e 5- Sistema Auxiliar para criar no último nível de conta sintética os códigos de aglutinação.

MCONTSPEDCTB8.PNG

Para Plano de Contas com Grupo Misto, exemplo: Grupo 3 – Resultado/Custos/Receitas é possível fazer a “quebra” através do Filtro <F2> e discriminar a qual grupo pertence se R- Receitas ou D- Despesas/Custo.

MCONTSPEDCTB10.PNG


Ambox notice.png Atenção: Para os grupos auxiliares 5,6,7 etc; sistema demonstrará o indicador de grupo em branco para preenchimento pelo usuário.


Código de Aglutinação para as Contas Redutoras da Despesa e da Receita

Para as contas Redutoras da Despesa e da Receita é necessário fazer a "quebra" no Filtro F2 e informar o indicador de Grupo correspondente conforme figura abaixo:

MCONTSPEDCTB9.PNG

Após selecionar o grupo desejado, informe o grupo onde os valores deverão ser agrupados e defina o Indicador do Grupo sendo R - Receita ou D - Despesa, nesse caso o sistema atribuirá para as contas analíticas e para as contas Sintéticas P - Subtotal ou Total Positivo para a Receitas e N - Subtotal ou Total Negativo para a Despesa.

MCONTSPEDCTB11.PNG

Exemplo: A conta sintética 4.1.1.03 é uma conta redutora da Receita, embora esteja no grupo de Receita o valor será abatido, por isso ao invés de creditar a conta a mesma será debitada – Causando advertência na validação do SPED CONTÁBIL.
Poderá ser utilizado os filtros CTRL + F, CTRL + L ou CTRL + P para facilitar a busca da conta.
Após procedimento teclar <ESC> para prosseguir.
Sistema irá sugerir a confirmação do processamento para então criar e associar os códigos de aglutinação às contas Contábeis no Plano de Contas.

MCONTSPEDCTB12.PNG

Observe que o código de aglutinação será gerado exatamente da mesma forma que a estrutura do plano de contas utilizado pela empresa e seguirá definição padrão.
Será necessária a intervenção do usuário apenas para proceder os ajustes necessários quanto ao indicativo de Grupo através do Filtro F2 na geração dos códigos ou na rotina de Alteração do código de Aglutinação>>Indicador de Grupo para as contas redutoras.

MCONTSPEDCTB16.PNG


  • Observação:


Na aglutinação automática sistema preencherá o indicativo de grupo conforme o código de Natureza da Conta.

MCONTSPEDCTB14.PNG

Para visualizar os códigos o usuário poderá acessar a rotina Cadastro>>Plano de Contas >> Código de Aglutinação>> Relatórios' e para visualizar a vinculação às contas Contábeis poderá acessar a Rotina Cadastro >> Plano de Contas >> Relatórios >> Modelo Vinculação com SPED.

MCONTSPEDCTB13.PNG


MCONTSPEDCTB15.PNG

Inclusão Manual dos Códigos de Aglutinação

Rotina: Cadastro >> Plano de Contas >>Códigos de Aglutinação >> Definir Estrutura

O sistema permite a inclusão manual dos códigos de aglutinação, onde o usuário tem completa liberdade para construi-los na forma e estrutura que lhe convier. O processo de criação do plano de contas de aglutinação, seguirá o mesmo princípio de inclusão do plano de contas utilizado pela empresa, ou seja, define-se a estrutura e em seguida cadastra-se Códigos.
Primeiramente, deve-se fazer a definição da estrutura do código de aglutinação das contas contábeis. Para tanto, o usuário deverá acessar a rotina: Cadastro >> Plano de Contas >> Código de Aglutinação >> Definir Estrutura conforme tela abaixo:

MCONTSPEDCTB17.PNG

Informando“Sim”, o sistema exibirá o campo “Nova Estrutura”, conforme figura abaixo representada, para que o usuário digite a estrutura do código de aglutinação:

MCONTSPEDCTB18.PNG


* Inclusão do Código de Aglutinação

Rotina: Cadastro >> Plano de Contas >>Códigos de Aglutinação >> Inclusão

Definida a Estrutura o usuário deverá acessar a rotina: Cadastro>> Plano de Contas >> Código de Aglutinação >> Inclusão, na qual serão apresentados os seguintes campos para preenchimento, explicados a diante:

MCONTSPEDCTB19.PNG

Código de Aglutinação: Informe o código de aglutinação em conformidade com a estrutura.
Descrição: Informe a descrição do código de aglutinação.
Indicador de Grupo: Selecione o código de indicador de grupo, conforme especificado no Manual de Orientação do Leiaute da Escrituração Contábil Digital - LECD. Para selecionar, o usuário deverá pressionar a tecla <TAB>, da qual será apresentada a seguinte tabela:
1 – Ativo;
2 – Passivo ou Patrimônio;
D – Despesa ou valor que represente parcela redutora lucro;
R – Receita ou valor que represente parcela redutora do lucro;
P – Subtotal ou total positivo;
N – Subtotal ou total negativo.
O indicador do grupo determinará a forma de exibição e, consequentemente os saldos nos relatórios gerados pelo SPED. Também são validados pelo programa validador SPED com impedimentos de importação em casos de divergências.
Os indicadores "1" e "2" serão utilizados APENAS para as contas analíticas e sintéticas do Ativo e Passivo;
Os indicadores "D" e "R" serão utilizados APENAS para as contas analíticas de resultado (Despesa e Receita);
Os indicadores"P" e "N" serão utilizados APENAS para as contas sintéticas de resultado (Despesa e Receita). Tem a função de permitir a exibição do subtotal nos relatórios exibidos pelo SPED. O exemplo abaixo denota a forma tradicional de utilização.


Ambox notice.png Atenção: A definição da descrição, função e funcionamento do código de aglutinação são prerrogativa e responsabilidade do empresário ou sociedade empresária.


Após a inclusão dos códigos de Aglutinação o usuário deverá acessar a rotina Cadastro >> Plano de Contas >> Alterar, selecionar a Conta Contábil e na página 2/2 informar o código de aglutinação.

Apuração de Resultado do Exercício

Rotina: Fim de Exercício >> Apurar Contas de Resultado

Para que as demonstrações financeiras Balanço Patrimonial, DRE – Demonstração do Resultado do Exercício, DLPA - Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados e DMPL - Demonstração das Mutações do Patrimônio Liquido sejam enviados para o SPED Contábil é necessário que o Resultado do Exercício esteja apurado trimestral (Março, Junho, Setembro e Dezembro) ou anual (Dezembro) e mediante a seleção no momento de geração do arquivo dos registros J100 – Balanço Patrimonial, J150 – DRE, J210 - DLPA / DMPL


Ambox notice.png Atenção: Para os usuários que utilizam da Apuração Manual do Resultado deverão utilizar o Histórico dos Lançamentos de Apuração em Letra Maiúscula “APURACAO DE RESULTADO”


*Apurando Resultado no Grupo do Passivo

No caso do usuário apurar o resultado no grupo 2-Passivo ao gerar o arquivo deverá informar “NÃO” para a pergunta “Utiliza Grupo de Encerramento?”.

Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG1.png

*Apurando Resultado em Grupo Auxiliar ( Diferente do Passivo)

Para os usuários que apuram o Resultado em grupo diferente do Passivo deverá após a apuração do resultado, incluir um lançamento no último dia do mês da apuração, transferindo o resultado para a conta de Lucro ou Prejuízo do grupo 2- Passivo e utilizar obrigatoriamente o histórico em Letra Maiúscula “APROPRIACAO DA APURACAO DE RESULTADO”.
No momento da geração do arquivo deverá informar “SIM” para pergunta “Utiliza grupo de Resultado?”.


Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG2.png

Análise de Consistência

Rotina Outros >> Arquivos de Dados >> Análise de Consistência

Nesta rotina serão verificadas possíveis inconsistências de cadastros e que poderão impedir a importação ou validação do arquivo SPED, possibilitando o usuário fazer as devidas correções antes da geração.

MCONTSPEDCTB22.PNG

Analise de Movimentação

Rotina Outros >> Arquivos de Dados >> Análise de Movimentação

É uma ferramenta utilizada para identificar incorreções da escrituração e danificação no banco de dados que possivelmente impedirão a importação e validação do arquivo SPED, possibilitando o usuário a correção dos dados antes da geração do arquivo.

MCONTSPEDCTB23.PNG


MCONTSPEDCTB24.PNG


Demonstrações Financeiras DLPA / DMPL

A partir da versão 3.x do PVA – SPED Contábil referente ao ano Calendário 2013 é possível enviar as demonstrações financeiras DLPA –Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados ou DMPL – Demonstração das Mutações do Patrimônio Liquido para a Escrituração Digital ECD, para tanto foi implementado no sistema Mastercontábil na rotina Outros >> Arquivos de Dados >> Arquivos Magnéticos >> Arquivo SPED >> DLPA / DMPL.


Mcont 02062014 SPED CONTABIL FIG1.png


Para envio destas novas demonstrações financeiras e preenchimento correto dos registros é necessário que as Contas do Patrimônio Liquido estejam com código de Natureza 03 ( Patrimônio Liquido), Aglutinadas, o resultado apurado, a nova rotina DLPA e DMPL configurada e na geração do arquivo a seleção dos registros J100 ( Balanço Patrimonial) , J150 ( DRE).


Para configuração da rotina DLPA / DMPL devemos Cadastrar os Históricos dos Fatos Contábeis que modificam a Conta de Lucros ou Prejuízos Acumulados ou todo o Patrimônio Liquido e associá-los Fatos Contábeis.


Cadastro de Históricos de Fatos Contábeis

Nesta rotina será incluído os históricos dos Fatos Contábeis que modificam a conta de Lucros ou Prejuízos Acumulados ou todo o Patrimônio Liquido.


Mcont 02062014 SPED CONTABIL FIG2.png


Mcont 02062014 SPED CONTABIL FIG3.png


Código: Teclar F2 para incluir um código de Histórico de Fato Contábil;

Descrição: Informar a descrição do Histórico do Fato Contábil;

Definição de Fatos Contábeis

Nesta rotina os históricos serão associados aos Fatos Contábeis que deverão constar na DLPA ou DMPL.


Mcont 02062014 SPED CONTABIL FIG5.png


Mcont 02062014 SPED CONTABIL FIG4.png


Aglutinação: Teclar TAB para selecionar o código de aglutinação utilizado nas contas de Patrimônio Liquido para que sejam demonstrados os Saldos das contas movimentadas.

  • Atenção:

O código de Aglutinação das Contas do Patrimônio liquido serão demonstrados apenas se o Código de Natureza das Contas estiver preenchido com 03 – Patrimônio Liquido.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG1.png


Período Mês: Informar o período desejado, será demonstrado o saldo das contas de Patrimônio liquido movimentadas conforme aglutinação selecionada.

A DLPA só aceita um código de aglutinação que deverá ser informado no momento da geração do arquivo SPED Contábil.

Filial: Informar a filial desejada ou deixar em branco para selecionar todas.

Fato: Teclar ENTER para selecionar um histórico e atribuir ao Fato Contábil, se desejar repetir o mesmo histórico basta teclar o filtro F2 e informar sim para repetir para todos os fatos e depois teclar ENTER duas vezes.

Data: Será demonstrada automaticamente a data dos Fatos Contábeis que movimentaram alguma conta do grupo de Patrimônio Liquido.

Nº Doc.: Será demonstrado o número dos documentos referente aos fatos contábeis que movimentaram o grupo do Patrimônio Liquido.

Conta: Serão demonstradas as contas de Patrimônio que foram movimentadas no período selecionado conforme aglutinação selecionada.

Valor: Será demonstrado o valor dos Saldos das Contas de patrimônio Liquido movimentadas no período.

Tp: D / C: será demonstrado a situação do saldo se Credor ou Devedor

Fil: Será demonstrada o código da Filial/Matriz que os saldos pertencem.

Filtros

ENTER: Altera o fato Contábil


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG2.png


F2 Parâmetros: Copia o mesmo Histórico para todos os Fatos Contábeis


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG3.png


F3 Saldos: Demonstra os saldos do Fato Contábil


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG4.png


F4 Limpa: Apaga o histórico informado para o fato contábil


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG5.png


F5 Limpar Todos: Apaga todos os históricos definidos nos Fatos Contábeis.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG6.png


F11 Outras Informações: Demonstra a contra partida do Fato contábil

Resumo

Nesta rotina será demonstrado um relatório com os Fatos contábeis configurados.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG7.png


Teclar ENTER para selecionar a aglutinação desejada, depois ESC para demonstrar o relatório


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG8.png

Geração do arquivo SPED Contábil

Rotina: Outros >> Arquivos de Dados >> Arquivos Magnéticos >> Arquivo SPED >> Gerar Arquivo


Executados os procedimentos de conferência de Cadastros e Movimentações o usuário poderá gerar o arquivo SPED para posterior importação e validação no PVA - ECD ( SPED Contábil).

Serão solicitadas as seguintes informações para geração do arquivo:

1ª Pagina:


Danielaa2105201220.jpg


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG9.png


Selecione as seguintes informações e as defina conforme segue:


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG10.png


Escrituração contábil descentralizada –Informe se a escrituração dessa empresa é ou não centralizada; caso deseje gerar descentralizada deverá informar o código da filial;


Período da declaração dos dados – Informe o período da declaração a ser gerada;

  • Observação

Leiaute 1 – Ano 2012 e anteriores ( PVA versão 2.xx);

Leitura 2 – Ano 2013 e posteriores ( PVA versão 3.xx)


Situação especial – Informe se o arquivo se refere a:


  • "1"- Cisão;
  • "2" - Fusão;
  • "3"- Incorporação;
  • "4"- Extinção;
  • "5" - Transformação;
  • "N" – Não se Aplica;


No leiaute 2 foi incluído o Indicador 5 – Transformação, deve ser utilizado quando, por exemplo, a empresa passar de limitada (Ltda) para sociedade anônima (S.A.).


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG11.png


Código Instituição Responsável pela Administração: Teclar TAB e selecionar conforme tabela da Receita Federal no caso de Inscriçõesem outros órgão.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG12.png


Se Administração fazendária informar a UF e a Inscrição Estadual. Exemplo: Para declarantes de Minas Gerais informar MG.



Ambox notice.png Se o contribuinte for ISENTO, insira como sendo código de instituição, o código 00.



Código Cadastro empresário ou Sociedade Empresa: Informar o número da inscrição cadastral do empresário ou sociedade empresária que, legalmente, tenha direito de acesso ao livro contábil digital, conforme o órgão selecionado. ( esse campo não gera erro nem advertência).


Selecionado o código da instituição responsável pela administração, informe o código do cadastro nesta instituição. Exemplo: Se selecionado "MG" – Secretaria da Fazenda de Minas Gerais, ou equivalente, informe a inscrição estadual da empresa na Secretaria da Fazenda de Minas Gerais.


Situação no Inicio do Período: Informar conforme tabela definia pela Receita Federal do Brasil sendo:


  • 0 – Normal: Escrituração desde o primeiro dia do ano calendário;
  • 1 – Abertura: Escrituração Iniciada no curso do ano calendário e em qualquer período;
  • 2 - Resultante de Cisão/Fusão ou remanescente de cisão ou realizou incorporação: No caso de situação especial;
  • 3 - Inicio de Obrigatoriedade da Entrega da ECD no curso do ano calendário: No caso de empresas que não entregavam o SPED Contábil e por algum motivo passaram a entregar. Ex Empresa desenquadrou do Simples Nacional.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG13.png


Empresa de Grande Porte: Sim / Não – Informar conforme a realidade de empresa;

Empresa possui NIRE: Sim / Não – Informar se a empresa possui NIRE – Numero de Inscrição de Registro Empresarial na Junta Comercial caso contrário informar Não.

Finalidade da Escrituração: Selecionar o código conforme tabela definida pela Receita Federal e o tipo de escrituração enviada ao SPED Contábil sendo:


  • 0 – Original;
  • 1 – Substituta com NIRE;
  • 2 – Substituta sem NIRE;
  • 3 – Substituta com Troca de NIRE;


Observação:

Nos casos de substituição da escrituração com NIRE, a entidade deve transmitir a escrituração com requerimento de substituição. Nos casos de substituição sem NIRE, a entidade deve transmitir a escrituração com requerimento original.


Ao informar a finalidade 3 será solicitado o Hash da escrituração substituída e o NIRE.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG14.png


Hash da escrituração substituída: Este campo será exibido para preenchimento do Hash da escrituraçãosubstituída caso a opção escolhida na “Finalidade de Escrituração” seja diferente de “0 – Original”.

NIRE da escrituração substituída: Este campo será exibido para que seja informado o NIRE substituído caso a opção escolhida na “Finalidade de Escrituração” seja “3 - Substituição com troca de NIRE”.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG15.png


Gerar somente contas Movimentadas ( I050): Sim/Não - Informar se vai enviar apenas as contas utilizadas nos lançamentos. Nesse caso verificar se as contas que tem apenas saldos se serão enviadas.


Gerar somente Históricos Movimentados (I075): Sim/Não – Informar se vai enviar apenas os históricos utilizados nos lançamentos.


Gerar registros de Aglutinação ( I052, J005, J100 e J150): Sim/Não - Informar sim para sejam gerados e enviados os códigos de aglutinação, a data da apuração das contas, o Balanço Patrimonial e a (s) Demonstrações de Resultado e sejam visualizados no SPED contábil.
/.



Ambox notice.png É necessário que o resultado esteja apurado para que os registros acima J005, J100 e J150 seja enviados para o SPED Contábil ao informar sim na seleção.



Gerar Registros de Outras Informações ( J800): Sim/Não – Informar sim caso deseje enviar qualquer relatório explicando procedimento ou outras demonstrações auxiliares em formato RTF.


Ao informar sim será solicitado o caminho de busca do arquivo.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG16.png


Após a seleção será demonstrado o caminho e o sistema sugerirá novos arquivos.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG17.png


Utiliza Grupo de Resultado para Encerramento: Sim/Não - Informar sim caso o usuário utilize conta do grupo de Resultado para Apuração e transfere o saldo dessa conta para o grupo do Passivo através de lançamento manual com Histórico de APROPRIAÇÃO DA APURAÇÃO DE RESULTADO.


Gerar I051 – Plano de Contas Referencial: Sim/Não - Informar se vai enviar ou não. No SPED Contábil esse registro é facultativo.


Gerar Registros de DLPA – DMPL (J200, J210, J215): Sim / Não – Informar sim para enviar as novas demonstrações financeiras ao SPED Contábil conforme explicado através da rotina Demonstrações Financeiras DLPA / DMPL.


Ao Selecionar DLPA será habilitado o campo de código de aglutinação para preenchimento.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG18.png


Selecione a demonstração que deseja gerar: DLPA / DMPL: – Informe qual demonstração financeira deseja enviar ao SPED Contábil se DLPA - Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados ou DMPL - Demonstração das Mutações do Patrimônio Liquido.


Selecione o código de Aglutinação ( 210): - Ao selecionar a Demonstração Financeira DLPA será habilitado o campo para preenchimento do código de aglutinação utilizado na conta de Lucro ou Prejuízo Acumulado movimentada.


  • Observação

Esses registros são facultativos mas poderão ser exigidos pela Junta comercial para autenticação da ECD Escrituração contábil Digital.

Termo de Abertura

Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG19.png


Número de ordem de instrumento de escrituração – Número de ordem do livro contido no arquivo. Exemplo: "01"


Finalidade a que se destina o instrumento – Natureza do livro que será registrado. Exemplo: “Livro Diário” - "Livro Razão".


Data de arquivamento dos atos constitutivos – Data de arquivamento do contrato social na junta comercial ou órgão competente. Exemplo: “01/01/2013 ”.


Data de arquivamento dos atos de conversão da sociedade – : Informe a data correspondente. Quando houver a conversão da sociedade Simples em sociedade Empresaria (Antigas sociedades Civis registrada em cartório e foram obrigadas a se registrarem nas juntas comerciais) se tornando sociedade Empresaria.

Termo de Encerramento do Livro

Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG20.png


Data de Encerramento do Exercício Social: Informar a data de encerramento do exercício social para que seja comparado com as demonstrações financeiras enviadas ao SPED Contábil.


Auditor Independente: Informar o nome do auditor caso existir.


Nº de Registro do Auditor: Informar o numero de registro do auditor na CVM - Comissão de Valores Mobiliários.


Nº Seqüencial CRC: Informar conforme o exemplo – UF/ANO/Numero.


Data de Validade: Informar a data de validade do CRC do contador.


  • Observação

O nº sequencial CRC e Data de Validade são campos que ainda não foram regulamentados pelo CFC, por isso o SPED Contábil permite livre preenchimento ao usuário, passível apenas de advertência.

Signatários da Escrituração

Os signatários da Escrituração são os responsáveis pela empresa perante ao CNPJ e o contador.

O contador é enviado automaticamente e deve ter seus dados informados após os dados dos sócios.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG21.png


CPF do Signatário: - Será preenchido automaticamente pelo Sistema quando informado no cadastro da empresa. CPF do responsável pela sociedade empresária.

Nome do Signatário: - Será preenchido automaticamente pelo Sistema quando informado no cadastro da empresa. Pessoa que irá assinar os livros.

Qualificação do Assinante:- Será Preenchido automaticamente pelo sistema quando informado o declarante no cadastro da empresa. Informe a descrição da qualificação do assinante conforme tabela de qualificação de assinantes do Departamento Nacional de Registro do Comércio – DNRC.

Código de Qualificação do Assinante: - Informe o código da qualificação do assinante conforme tabela de qualificação de assinantes do Departamento Nacional de Registro do Comércio – DNRC.


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG22.png


Mcont 04062014 SPED CONTABIL FIG23.png


TELEFONE: Informe o telefone de contato do responsável.

E_MAIL: Informe o e_mail do responsável.



Ambox notice.png Atenção: Quando a empresa possuir mais de um Responsável assinante, o mesmo deverá ser incluído nessa rotina através da tecla <F2>, exceto o contador que será enviado automaticamente se informado no cadastro da empresa no campo de Contador.



Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG27.png


Após finalizar o preenchimento das informações solicitadas, o arquivo magnético será gerado na pasta:

\MCONT\ARQUIVOS, no formato SPED_XX.???– Sendo:

SPED para identificar o arquivo magnético das informações de escrituração contábil,

XX o código da filial declarante, para qual será gerado o arquivo magnético;

??? a extensão para identificar o código da empresa declarante.


Para importação e validação será necessário proceder o download do PVA - ECD Programa Validador e Assinador do SPED Contábil disponível nos site da Receita Federal [1].

Importação e Validação do Arquivo Magnético

Para importação do arquivo SPED Contábil ano calendário 2013 o usuário deverá utilizar a última versão do PVA a partir da versão 3.x.

Para escriturações de 2012 ou anos anteriores utilizar o PVA versão 2.x.

  • Observação

O ano 2012 será aceito no PVA versao 3.x ( layout 1).

A importação poderá ser realizada através da barra de menus de atalhos ou na rotina própria conforme demonstrado abaixo:


Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG3.png


1. Acessar a aba Arquivo >> Escrituração Contábil >> Importar


Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG4.png


2. Selecionar o caminho de busca e o arquivo a ser importado;


Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG24.png


No exemplo o arquivo gerado pertence a empresa 002 e foi gerado em MCONT\ARQUIVOS\


3. Após execução dos procedimentos acima, o aplicativo exibirá relatórios para consulta do usuário.


4. Existindo inconsistências o PVA retornará com o Relatório de erros e advertências para que sejam corrigidos no sistema Master Contábil e gerado novo arquivo para validação ou edição diretamente dentro do PVA (a partir da versão 3.x)


Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG23.png


5. Após as correções a validação procederá com sucesso e o arquivo poderá ser assinado digitalmente para posterior transmissão à Receita Federal através do programa Receitanet.


Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG16.png

Visualização de Relatórios no PVA SPED Contábil

Finalizado o processo de validação sem erros, a movimentação contida no arquivo (Livros diários, razão, demonstrações financeiras) poderá ser visualizada através da rotina "Escrituração >> Visualizações".


Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG18.png


Para visualizar os relatórios e Livros importados no SPED CONTABIL o usuário deverá selecionar a empresa e o período desejado, acionar a aba Escrituração >> Visualizações e selecionar relatórios, livros ou demonstrações contábeis desejados, note que os registros que não geramos são demonstrados que não existe no arquivo como é o caso do Balancete diário e Centros de Custo.

Assinatura digital do Arquivo

Apos validação o arquivo deverá ser assinado digitalmente com certificado digital do tipo A3 de pessoa física sendo aceito e_CPF, e_PF ou Procuração eletrônica registrada na Junta comercial. O SPED Contábil não aceita certificado digital de Pessoa Jurídica e_CNPJ.

Acessar a rotina Passo-a-Passo >> Assinar Escrituração


Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG19.png

Transmissão do Arquivo

A transmissão do arquivo para a base da Receita Federal deverá ser feita através da rotina Passo a Passo >> Transmitir Escrituração.

O usuário poderá imprimir o Requerimento de Autenticação antes de transmitir a escrituração.


Mcont 05062014 SPED CONTABIL FIG21.png


Para maiores esclarecimentos sobre a legislação e baixa do programa consulte o sitio SPED no site oficial da Receita Federal.[2]

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Categorias
Colaboradores
Outros
Ferramentas